Comprar carro zero ou seminovo? Eis a uma pergunta difícil de se responder. A resposta varia de acordo com o que a pessoa está buscando com esse carro. Afinal, com o mesmo valor de um carro zero é possível comprar um modelo melhor, só que usado.

Para podermos chegar em uma resposta mais específica, listamos primeiramente as principais vantagens e as desvantagens de cada uma das opções. Depois vamos observar a desvalorização de um modelo de carro e, por fim, os cuidados que devemos tomar ao comprar um carro seminovo ou zero.

Comprar carro novo compensa?

Vantagens do carro novo

Mecânica: ao comprar um carro zero, salvo exceções em defeitos de fábrica, o proprietário não irá se preocupar com manutenção de defeitos por algum tempo.

Garantia: caso o veículo venha dar algum defeito estará na garantia.

Manutenções periódicas com preços tabelados: manutenção preventiva é sempre necessário. Porém, em carros novos, os proprietários são informados em quanto tempo precisam fazer checagem e onde, pois são direcionados a oficinas autorizadas.

Procedência do veículo: ao comprar carro novo há certas garantias para proprietário, principalmente pela certeza de que o carro nunca foi batido. Além disso, não vai estar desgastado por um uso anterior.

Burocracia: para realizar a documentação de um carro novo a burocracia é bem menor. Não precisa fazer vistorias, por exemplo.

Desvantagens do carro novo

  • Valor: assim que rodar os primeiros quilômetros o carro sofre uma grande desvalorização. Segundo a revista Quatro Rodas, essa perda é de 15%.
  • Emplacamento: ao adquirir um carro zero será necessário emplacá-lo, e este valor não está incluso no preço do carro. Essa taxa é tabelada de acordo com cada estado.

Comprar carro seminovo compensa?

Vantagens do seminovo

Preço: como falado no item anterior, a desvalorização do carro é muito alta, logo a desvantagem do carro zero é a principal vantagem do carro seminovo.
Garantia de fábrica: normalmente a garantia de veículos novos são de 3 a 5 anos. Ao adquirir um carro com menos de três anos de uso, você ainda leva essa vantagem. Mas é necessário manter a assistência em reparadoras autorizadas.
Desvalorização: ao vender um carro que você já comprou usado, a margem de perda vai ser bem menor do que a desvalorização de um novo.

Desvantagens do seminovo

Desgaste: um carro usado pode ter alguns desgastes ou danos causados pelo primeiro proprietário. Esses defeitos podem ser perceptíveis ou não. Por esse motivo é importante comprar de alguém de confiança, seja em uma concessionaria ou particular.

Variações do mesmo modelo: digamos que você esteja procurando um carro específico: um Gol MSI 1.6 Flex 8v, por exemplo. Por mais que tabela Fipe aponte um valor, o desgaste do carro e a quilometragem rodada vai ser determinante. Pode ser que ao comprar ou ao vender novamente você não consiga o valor da tabela Fipe, ou, se estiver bem conservado pode valer até mais.

Do carro zero ao seminovo, avaliando o preço em 2021

Nós avaliamos o preço de dois modelos, segundo a tabela Fipe em maio de 2021. Vamos observar a desvalorização do preço em quatro anos.

Modelo: Argo 1.3 Drive 8v.

  • 2018: R$ 49.913,00
  • 2019: R$ 52,694,00
  • 2020: R$ 55.203,00
  • 2021: R$ 57,882,00
  • Zero KM: R$ 65.261,00

Modelo: Gol MSI Flex 8V 5p

  • 2019: R$ 45.299,00
  • 2020: R$ 47.843,00
  • 2021: R$ 56.407,00
  • Modelo 2022: R$ 58.456,00
  • Zero KM: R$ 65.155,00

Como podemos observar, o preço dos dois modelos zero quilometro são bem parecidos. Já a desvalorização do Gol é maior. Para observar o valor de outros modelos de carro zero ou seminovo, ou a atualização desses, consulte a Tabela Fipe.

Dica 1: faça você mesmo uma avaliação

Antes de comprar o carro faça você mesmo a primeira avaliação, dirija o veículo por pelo menos um quilômetro e observe algumas situações como:

  • Barulho anormais
  • Luzes no painel
  • Integridade do estofamento
  • Batidas
  • Arranhões
  • Quilometragem
  • Observe o carro como um todo para ver se não encontra nada anormal

Dica 2: negocie com quem você confia

Na aquisição do carro, dê preferência para comprar de quem você confia, seja pessoa física ou uma revendedora. Caso não seja possível, redobre a atenção quanto à procedência, documentações e qualidade do carro.

Sempre faça uma avaliação com um mecânico de sua confiança. Vai ser ele quem vai te orientar se vale a pena ou não comprar o carro seminovo que você está olhando.

Dica 3: Feirão de seminovos Porto Seguro

Um dos lugares que você pode buscar por veículos seminovos em bom estado é por meio do site da Porto Seguro.

Os carros ali anunciados têm no máximo dois anos de uso e pouca quilometragem. Caso você compre um carro novo e queira vender em menos de dois anos, poderá ver se o estado de conservação do carro se aplica aos requisitos para vender por ali.

Dicas de segurança ao comprar carro seminovo

Airbag: dê uma atenção especial a este sistema. Ao ligar o carro, a luz do airbag deve acender por alguns segundos e depois desligar. Se a luz do airbag não acender por alguns segundos pode ter algum mal contato nos fios do painel. Caso isso ocorra, o seu airbag pode não funcionar quando for necessário.

Documentação: ao transferir um carro usado é necessário o preenchimento do DUT com reconhecimento da assinatura em cartório. Após esse reconhecimento, o novo proprietário tem trinta dias para fazer a transferência.

Caso não faça nesse período gera uma pequena multa. E aqui tem um problema: às vezes, quando o prazo vence, essa transferência cai no esquecimento. Desse modo o carro continua no nome do antigo dono mesmo que tenha feito o reconhecimento da assinatura em cartório. Com isso, qualquer multa, acidente, roubo, entre outros problemas que possam a vir a acontecer irá envolver o nome do antigo proprietário.

Seguro de carro zero ou seminovo

Independentemente de você optar por um carro seminovo ou zero, jamais deixe de adquirir um seguro. Afinal, não há desvalorização maior do que um carro batido.

Vamos a um exemplo: digamos que o seguro do seu carro custe R$ 1250,00 esse valor pode parcelado em até 6 vezes sem juros no cartão ou até 10 vezes com juros. Em caso de sinistro haveria o valor da franquia, digamos que seja R$ 1.300 (50% da obrigatória), o restante da despesa fica por conta da seguradora; o que pode ser despesas com mecânico e chapeação ou até mesmo a perda total. Outra situação que deve ser levada em conta, são os danos a carro de terceiros.

A Fedrizzi Seguros, por exemplo, é uma corretora que trabalha com as melhores seguradoras do paíss. Para entender como funciona cada tipo de seguro auto, entre em contato com um dos nossos corretores através do nosso site.

Leia mais

Receba ofertas e conteúdos em primeira mão

Fique tranquilo. Não vamos lotar sua caixa de entrada!

🔒 Seus dados estão seguros conosco.